A pista de Mônaco
Estreita e travada a pista de Mônaco se resume a uma charmosa paisagem

A Fórmula 1 chega à Mônaco para sexta etapa do mundial 2010. Como a prova espanhola aconteceu há menos de uma semana, fica a impressão que será uma continuação da corrida passada. E isso definitivamente é o que ninguém (além de Mark Webber) quer ver. Se a Red Bull disparar , e a chuva não vier, a tendência é que a corrida se torne uma fila indiana chatíssima por voltas e mais voltas, cuja única diversão será ver como os carros mais rápidos negociarão ultrapassagem com as equipes novatas retardatárias.

Webber e Sebastian Vettel são favoritos, mas desta vez não podemos tirar Lewis Hamilton, Fernando Alonso e Jenson Button do páreo. Afinal, se trata de uma pista de rua, isto é, um traçado em que nem sempre o melhor carro vence. Vide vitória de Olivier Panis em 1996, ou Hamilton em Cingapura, no ano passado.

Para o domingo, o azarão é Michael Schumacher. O heptacampeão parece ter encontrado a boa fase e já deu trabalho na Espanha, ao segurar Button por cerca de 40 voltas. Nico Rosberg, então, nem viu o companheiro. Será que com a experiência, o alemão pode surpreender?

Falando em experiência, esse é o principal trunfo da Williams no principado. A equipe costuma fazer boas provas por lá, assim como Rubens Barrichello. E o brasileiro vem de uma excelente corrida na Catalunha, onde terminou em nono. Agora o time promete um carro atualizado aos pilotos, que sonham com bons resultados. Até porque, Nico Hulkenberg está devendo uma grande atuação e a recordação do desempenho de Romain Grosjean ainda está viva no paddock.

Felipe Massa é outro que precisa de uma grande exibição. O brasileiro tem tomado tempo constantemente do companheiro de equipe e os rumores de uma substituição na equipe de Maranello a partir de 2011 começam a se intensificar. Na verdade, quando eles não houveram?

No meio do pelotão, Kubica já deixou de ser surpresa e vem somando pontos constantemente. Assim como Adrian Sutil, que também começa a figurar os dez primeiros. A grata surpresa da temporada 2010 é Jaime Alguersuari que não tem o desempenho semelhante ao de Vettel na Toro Rosso, no entanto tem sido bem mais veloz que Buemi.

Em Mônaco, reside a melhor chance das equipes novatas chegarem aos pontos. Se Kovalainen foi 13º em Melbourne, em caso de chuva e de muitos acidentes não é sonho pensar em pontos tanto para Lotus, quanto para Virgin e Hispania. Aliás, as entradas do safety car podem decidir o futuro da corrida, principalmente se acontecer no meio das paradas para troca de pneus.

A previsão é de chuva para o final de semana, mas não necessariamente durante a corrida. Se chover, os acidentes se tornam realidade e o resultado da prova pode ser surpreendente. Com tempo bom, dificilmente teremos algo diferente de uma procissão, já que a pista em si não oferece muitas condições de disputas de posição. Na verdade, é um percurso bonito, charmoso e elegante apenas. Sendo que único lugar que talvez possa ser chamado de ponto de ultrapassagem é na saída do túnel. Como sempre, o treino classificatório é fundamental para um pista tão travada.

Meu palpite vai para Hamilton, Vettel e Schumacher. E sigo sem acertar nada em 2010.