Weekend

Pódio da segunda prova da GP2 na Espanha
Luiz Razia, Fabio Leimer e Pastor Maldonado formaram o pódio da segunda prova da GP2 na Espanha

Final de semana com F1 é diferente. Acordar cedo para ver corrida passa a ser algo normal feito por todos, não somente pelos fãs do automobilismo. Embora as atenções estejam na briga de Ferrari, McLaren e Red Bull, outras categorias também entraram na pista. Eu já falei de algumas em outros posts, como a F-BMW, a GP2 e a GP3. Chegou a hora de vermos como foi o desempenho geral (e dos brasileiros) nas corridas.

O primeiro round da GP2 foi disputada logo após o treino classificatório da F1. Na largada, Jules Bianchi e Christian Vietoris, que já disputavam freada a freada desde 2009 na F3 Euro Series, dividiram a primeira curva em Montmeló e final de prova para ambos. Melhor para Sergio Pérez que pulou na frente. O mexicano perdeu muito tempo nos pits, fazendo a liderança cair no colo de Charles Pic, da Arden, que venceu na estreia na categoria. Giacomo Ricci, com um DPR, e Dani Clos, companheiro de Vietoris na Racing Engineering, completaram o pódio.

O brasileiro Luiz Razia fez uma prova praticamente sem erros, salvo um toque em Johnny Cecotto Jr ainda na primeira volta, e conquistou o sétimo lugar após uma boa estratégia nos boxes. Já Alberto Valério chegou apenas em 14º, com o escapamento do carro danificado desde a primeira volta. O destaque da prova foi Sam Bird que chegou em nono, ultrapassando uma série de adversários, mesmo tendo feito uma parada extra para trocar o bico do carro por conta do acidente na largada.

Na segunda corrida, o suíço Fabio Leimer, da Ocean, largou na pole position e só foi ameaçado por Razia nas últimas voltas. Mesmo assim, Leimer conquistou a primeira vitória da equipe de Tiago Monteiro na categoria. Pastor Maldonado completou o pódio, colocando os dois carros da Rapax entre os três primeiros. Sam Bird novamente se destacou terminando em quarto. Parece que o britânico que foi contratado para ser o escudeiro de Jules Bianchi no campeonato quer ser campeão. No campeonato, Pic lidera com 10 pontos, seguido por Leimer e Ricci, com 8, e Razia, Clos e Maldonado, com 7. Valério não somou pontos, já que abandonou a segunda prova.

Para nós brasileiros, o resultado da GP3 foi muito similar ao da irmã mais velha. Isto porque, Lucas Foresti assumiu o papel de Razia e terminou em sétimo na primeira corrida e em segundo na outra. Na primeira prova, o pole Nigel Merker abandonou logo na primeira volta ao bater com Dani Morad, mais a frente foi a vez do brasileiro Felipe Guimarães dar adeus à prova por causa de um choque com Michael Christensen.

O norueguês Pal Varhaug
Pal Varhaug, da Noruega, se tornou o primeiro vencedor da GP3

Quem pulou na frente devido às batidas foi o norueguês Pal Varhaug, da Jenzer. Curiosamente ele foi o primeiro de todos os trinta pilotos a ser confirmado para participar da categoria. Parece que a antecedência deu certo e ele venceu a corrida, seguido pelo canadense Robert Wickens, da Status, e pelo mexicano Esteban Gutierrez da ART. Foresti foi o sétimo, uma posição a frente do americano Alexander Rossi, que largou em último. Pedro Enrique foi o 12º e Leonardo Cordeiro o 18º.

Na segunda corrida, Rossi largou da pole e não deu chances aos adversários. Foresti precisou segurar a pressão de Gutierrez para terminar em segundo, seguido do mexicano. Wickens foi o quarto colocado, logo a frente de Dean Smith, companheiro de Lucas, e do brasileiro Pedro Enrique, no terceiro carro da ART entre os seis primeiros. Leonardo Cordeiro foi o 12º e Felipe Guimarães o 20º. Já Pal Varhaug abandonou. No campeonato, Wickens lidera com 11 pontos, seguido por Varhaug e Gutierrez, com 10. Rossi é o quarto, com oito, logo a frente de Foresti e Smith com sete. Enrique é o décimo, com um ponto apenas.

Sem brasileiros, a Fórmula BMW européia teve o início da temporada 2010 no mesmo circuito de Barcelona. Na primeira corrida, Jack Harvey liderou de ponta a ponta, sendo o pole e dono da volta mais rápida. Depois, na segunda prova, melhor para o holandês Robin Frijns, da Kaufmann, venceu a segunda corrida. A decepção ficou por conta dos fracos resultados da equipe Eurointernational, que dominou a temporada 2009. O melhor piloto deles foi Carlos Sainz Jr, com um pódio na primeira prova. No campeonato, Harvey é líder com 52 pontos, seguido por Timmy Hansen, com 48, e Sainz e Javier Tarancon com 34.

A Fórmula 3 Alemã teve o segundo round disputado em Sachsenring. O experiente Tom Dillmann, da HS Technik, venceu ambas as provas. Felix Rosenqvist e Stef Dusseldorp completaram o pódio na primeira, e Daniel Abt e Kevin Magnussen, na segunda. O brasileiro Pipo Derani, da Motorpark Academy, terminou em nono nas duas corridas, sem somar pontos. Dillman lidera o campeonato, seguido por Abt e Magnussen.

Quatro brasileiros participaram da Le Mans Series, nos 1000km de Spa-Francorchamps. A prova foi vencida pelo Peugeot de Pedro Lamy, Simon Pagenaud e Sebastian Bourdais. Entre os brasileiros, Thomas Erdos terminou em sétimo (2º na P2) ao lado de Mike Newton e Andy Wallace. Jaime Melo e Gianmaria Bruni foram 17º, mas vice-campeões na GT2, já Augusto Farfus foi o 21º, com um BMW ao lado de Andy Priaulx e Dirk Muller. Fernando Rees, com um Saleen na GT1 abandonou.

Victor Carbone em Road Atlanta
O brasileiro Victor Carbone conquistou a terceira vitória em quatro corridas da F2000 Championship Series em 2010

De todos os pilotos brasileiros que correram no final de semana, nenhum foi tão bem quanto Victor Carbone. Correndo de F.2000 Championship Series, em Road Atlanta, o garoto venceu as duas corridas do final de semana, assumindo a liderança do campeonato 28 pontos na frente de Cole Morgan, que já foi campeão da categoria. Fábio Orsolon, companheiro de Carbone, completou a dobradinha brasileira na primeira prova, mas abandonou na segunda. A categoria ainda não disponibilizou a classificação atualizada do campeonato, mas assim que o fizerem, atualizo aqui.

UPDATE: A classificação da F.2000 Championship Series enfim foi divulgada. Victor Carbone é o líder com 192 pontos, seguido por Cole Morgan, com 124, e Fábio Orsolon, com 120.  Lembrando que o número máximo de pontos em uma corrida são 55 pontos. A próxima etapa do campeonato acontece nos dias 13 e 14 de junho, em Mosport.

Anúncios

Um comentário sobre “Weekend

  1. Só uma correção: a Ocean já tinha vencido no ano passado com Álvaro Parente em Spa. Belíssima vitória, diga-se.

    Sobre os pilotos, alguns comentários.

    Que Bianchi, que nada! Vou é torcer pra Giacomo Ricci e seu precário DPR! Seu segundo lugar, que quase foi uma vitória, foi um dos mais belos resultados que eu já vi. E a DPR é muito simpática, os mecânicos festejam todo bom resultado da equipe. Muita gente não sabe, mas a equipe tem mais de 30 anos de história, já disputou muitos campeonatos de Fórmula 3 e de turismo na Inglaterra.

    Sam Bird é um cara que corre por fora. E, pelo visto, é ótimo piloto. Mas vai fazer o papel do Alexandre Premat: o típico segundão de alto nível da ART.

    Fabio Leimer tem tudo para ser o novo Jerôme D’Ambrosio da categoria: um bom piloto oriundo da Fórmula Master que sofre por ser discreto demais e por não ter um lobby forte.

    Charles Pic. É outro bom nome.

    Eu não vi a corrida e vou pra pergunta ao Felipe: os caras da SporTV assassinaram a pronúncia dos novatos, como de costume? Pique no lugar de Pi, Biânque no lugar de Bianquí, Léimer no lugar de Laimer, Vitóris no lugar de Fítorris e por aí vai.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s