10-8-6-5-4-3-2-1

Tabela de F1 2010, com pontos de 2009
Pontuando igual 2009, Jenson Button ainda seria líder, mas Nico Rosberg perderia duas posições. Massa cairia uma também

Depois de quatro provas, ainda é cedo para avaliar se o novo método de pontuação da FIA resolve. Mas agora já temos um parâmetro para fazer a comparação entre o jeito de pontuar das duas últimas temporadas. As tabelas acima colocam o mundial no estilo de 2009 e as mudanças não são tão profundas.

Nico Rosberg cairia de segundo para quarto lugar, graças a um empate triplo com Fernando Alonso e Lewis Hamilton. O espanhol leva vantagem sobre ambos, pois já venceu uma prova em 2010, enquanto Lewis Hamilton tem um segundo lugar como melhor resultado, superando o terceiro posto obtido pelo alemão em duas oportunidades. Outra mudança é Robert Kubica a frente de Felipe Massa.

Em termos de pontos, a situação não muda. Button tem 10 pontos de vantagem para Rosberg e 20 para Kubica, sétimo colocado. Com a combinação certa de resultados, o polonês assume a liderança caso vença e o atual campeão não passe da oitava posição na Espanha. Na forma antiga, Massa, o sétimo, poderia permitir que o inglês chegasse em sétimo, na corrida, para pular na frente em caso de vitória.

Na forma de 2009, Button perde a liderança caso chegue em terceiro na Espanha e um dos três pilotos empatados na segunda posição vença a prova. Na maneira nova, o inglês continua líder caso apenas complete o pódio.

Para Mark Webber, o oitavo colocado e excluído do G4, a diferença para Button é de uma vitória e um quinto lugar em ambos os casos, embora na nova forma de pontuar a diferença pareça ainda maior.

Curiosamente, dois pilotos que pontuaram pela primeira vez na carreira em 2010, ainda não teriam conseguido na maneira antiga: Nico Hulkenberg e Jaime Alguersuari.

Outro ponto para a análise é o número de pilotos que pontuaram. Apenas dois se beneficiaram da expansão da zona de pontos. O número é praticamente o mesmo dos 14 que pontuaram em 2009 com as mesmas quatro etapas.

Bem na verdade, como já era esperado, a mudança de pontos não mudou nada. Salvo um ponto para cá e outro para lá em alguns casos. A grande diferença é o espaçamento na tabela de pontuações, afinal, com a maneira nova, a diferença de 10 pontos entre Jenson Button e Nico Rosberg parece maior do que realmente é.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s