Rafael Suzuki na largada em Suzuka
Rafael Suzuki, em Suzuka. Não é para reparar no rapaz de vermelho secando a Parasol Lady

Correr no Japão vem trazendo bons ventos para os pilotos brasileiros. Após a vitória de João Paulo de Oliveira, na abertura do campeonato da Super GT, o final de semana em Suzuka começou bem para JP, agora na Fórmula Nippon, e para Rafael Suzuki, representante do Brasil na Fórmula 3 Japonesa.

Com mais experiência na terra do sol nascente, JP Oliveira cravou o segundo tempo na classificação da Fórmula Nippon, após um ano competindo apenas no Super GT. O brasileiro ficou à frente dos pilotos da TOM’S, que é a principal equipe por lá. Assim como superou o atual campeão, Loic Duval, que trocou a equipe de Nakajima pelo time Dandelion.

Estreando em Suzuka, Rafael Suzuki (até combina não?) marcou o quarto tempo para as duas provas da primeira etapa da Fórmula 3 Japonesa. Na primeira, o brasileiro, que corre para a equipe TOM’S, manteve o quarto lugar até o fim. Para Suzuki pesa o fato de que apenas seis carros competirem na principal classe do certame japonês.

Para os recordes, Takashi Kogure, da equipe de Nakajima, larga na pole da Fórmula Nippon, enquanto Yuji Kunimoto venceu a F3 Japonesa. Tanto a prova da Fórmula Nippon quanto a segunda corrida da F3 acontecerão na madrugada do sábado para o domingo, dia 18, praticamente ao mesmo tempo que a F1.

UPDATE: Takashi Kogure confirmou a vitória na Fórmula Nippon, enquanto João Paulo de Oliveira chegou na segunda posição após liderar até a parada nos boxes, quando perdeu muito tempo, custando a liderança. O alemão André Lotterer completou o pódio. Na F3 japonesa, Rafael Suzuki pulou para o terceiro lugar logo no início da prova, mantendo a posição até o final da prova. Yuji Kunimoto, companheiro do brasileiro na equipe TOM’S, venceu também a segunda corrida.  O japonês Koki Saga foi o segundo.