Steve Arpin tira Parker Kligerman da prova de Pocono
Steve Arpin (25) disputando posições com Parker Kligerman (77) na prova de Pocono de 2009

Neste domingo, dia 11, aconteceu a terceira etapa da ARCA, realizada em Salem, Indiana. A prova de 200 voltas neste oval curto transformou-se em um verdadeiro teste de resistência para pilotos e equipamentos: dos 33 pilotos que largaram, apenas 17 terminaram a prova, sendo somente 10 na volta do líder. Melhor para o canadense Steve Arpin, que conquistou a primeira vitória na categoria.

A corrida começou com Max Gresham na pole. O jovem de 16 anos, que vencera a Nascar East, sequer liderou uma única volta,já que logo foi ultrapassado por Arpin. Aí começaram as batidas. Brent Brevak, Robb Brent, Jerick Johnson, Mikey Kile, Timmy Hill, Bryan Silas, Chase Mattioli e Nicky Igdalsky: todos acabaram se envolvendo em acidentes, que, para a maioria, foi sinônimo de abandono.

Fora Brandon McReynolds, filho do apresentador da Nascar Larry Mc, que deixou a corrida por problemas no radiador logo na prova de estreia na categoria. Brandon Mc guiou o carro número 6 da equipe de Eddie Sharp, o mesmo que teve Nelsinho Piquet a bordo em Daytona.

Durante as paradas nos boxes, Patrick Sheltra e Joey Coulter aproveitaram para liderar a prova, com o último brigando com Steve Arpin até as voltas finais, quando acertou o muro na 186ª passagem dando adeus à vitória.

Craig Goess, companheiro de Nelsinho e Brandon Mc, terminou na segunda colocação, conquistando o melhor resultado da carreira. Justin Marks, então líder do campeonato, chegou em terceiro. Patrick Sheltra, Tom Hessert III, Max Gresham, Dakoda Armstrong, Frank Kimmel, Ali Owens e Ron Cox completaram os dez primeiros.

Steve Arpin
Steve Arpin acenando

Falando em Steve Arpin, há uma história no mínimo curiosa envolvendo o piloto canadense, quando ainda corria de Modified, em 2008. Em uma das provas em que defendia o título, o canadense estava empolgado com o ritmo do carro. Após a largada, o Big One aconteceu logo na curva 1, coletando quase todos os pilotos, incluindo Arpin, que escapou com danos mínimos no carro.

Mesmo prosseguindo na prova, o radiador estava comprometido e o motor super aquecia rapidamente. O piloto conseguiu terminar a prova na terceira colocação, mas ao chegar nos boxes para consertar o equipamento, o radiador estourou, jogando água a 300°F  em Arpin. Ele se recuperou bem, mas foi obrigado a assistir às principais corridas do final de semana do leito do hospital em Orlando.

Foi aí que tocou o telefone de Steve. Era Carl Edwards, piloto da Nascar, perguntando sobre a possibilidade de substituir o lesionado. O piloto de Jack Roush não conseguiu se classificar para a prova, mas saiu elogiando muito o canadense. Nos dias seguintes, o então desconhecido piloto do Norte recebeu a visita de Kenny Wallace, Bobby Labonte, Ken Schrader e do próprio Edwards.

Budweiser Shootout de 2008
Dale Jr. venceu o Budweiser Shootout de 2008. Em quem Steve Arpin teria apostado?

Steve Arpin diz que conseguiu se manter lúcido e entusiasmado no período de recuperação graças ao piloto e apresentador Kenny Wallace, com quem apostara sobre o resultado do Budweiser Shootout que estava acontecendo. O canadense venceu a aposta.

Após sair do hospital e antes de correr na ARCA, Arpin foi elogiado por outro piloto da Nascar. Dessa vez foi Dale Earnhardt Jr, que já declarou em diversas oportunidades a vontade de inscrever um carro da JR Motorsports para o canadense assim que ele estiver preparado e consiguir arrumar verba disponível.

Ah sim, voltando à ARCA, Steve Arpin hoje é líder do campeonato ao lado de Justin Marks. Será que esse é o ano dele? Veremos mais um canadense na Nascar em breve?

A próxima prova da ARCA é está sexta, dia 16, no Texas e terá a presença de Nelsinho Piquet no carro número 6.