Fórmula 1 no Bahrein

Pista do Bahrein
Novo traçado da pista do Bahrein. Ampliação após a curva 4

A temporada 2010 da Fórmula 1 começa neste final de semana no Bahrein. Entre as novidades estão quatro equipes que não estavam em 2009 e cinco pilotos novatos, embora toda a atenção esteja em cima de um velho conhecido: Michael Schumacher. Mas poderá o heptacampeão vencer no oriente médio? O que podemos esperar dos brasileiros, principalmente Bruno Senna?

Antes de darmos qualquer pitaco quanto a pilotos e equipes, a própria pista do Bahrein é digna de alguns comentários. O circuito foi substancialmente aumentado. Entre as curvas quatro e 13, antes havia apenas uma reta ligando. Agora são nove novas curvas para desafiar aos pilotos, que, aliás, já criticaram essa alteração.

Falando nos pilotos, a Mercedes parece ter jogado a toalha para essa primeira prova. Schumacher apareceu frequentemente dizendo que não tem carro para vitória, tampouco para pódio. Heidfeld foi mais além e colocou o conterrâneo Sebastian Vettel, da Red Bull, como favorito. Será que os alemães estão escondendo o jogo?

Não seria surpresa se os poucos badalados ingleses da McLaren chegassem na frente, na prova do domingo. Button é o atual vencedor da prova e Hamilton subiu ao pódio logo na primeira vez que foi até ao país. Além disso, a FIA aprovou a asa traseira da equipe, que estará com força máxima na estreia.

Já a Ferrari, favorita dos treinos da pré-temporada, pode se alegrar ao olhar para o passado: nos seis GPs disputados no deserto, desde 2004, a equipe de Maranello saiu como vencedora em três. E em outras duas o espanhol Fernando Alonso, que hoje defende a scuderia italiana, chegou na frente.

Interessante vai ser ver a disputa do meio do pelotão. Renault, Williams, Toro Rosso, BMW Sauber e Force India parecem estar no mesmo patamar e vão brigar pelos pontos que sobrarem das quatro grandes. O carro dos suíços parece melhor e a própria Bridgestone já elogiou o desempenho na economia de pneus. Franceses apostam no talento de Kubica e ingleses na experiência de Barrichello.

Entre as novatas, a briga deve ficar entre a Virgin e o problemático sistema hidráulico. Caso os problemas tenham sido resolvidos desde os treinos coletivos, a equipe de Richard Branson parece melhor que Lotus e Hispania. Aliás, para a última, completar a prova deve ser um objetivo bem plausível ante a tudo que passaram nos últimos meses.

Dos cinco novos pilotos, Hulkenberg está um pouco a frente de Petrov. Mesmo que ainda seja cedo para dizer que a Williams esteja a frente da Renault (embora nos treinos tenha parecido), Hulk venceu a GP2 justamente em cima do russo. Lucas di Grassi, Bruno Senna e Karum Chandhok não deverão ser fator na prova.

Arriscando um palpite, aponto Massa, Alonso e Webber sendo os três primeiros nessa mesma ordem. Os primeiros treinos livres acontecem às 4h da sexta, dia 12,  e depois às 8h. No sábado, será às 5h com a classificação a partir das 8h. A corrida é às 9h do domingo. Todos os horários de Brasília.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s