O dia das lendas

Mark Donohue  e Roger Penske. Parceria de longa data.
Mark Donohue e Roger Penske foram uma das mais vitoriosas parcerias da história

Houve um tempo em que os pilotos eram movidos pela emoção. Não competiam eternamente na mesma categoria apenas superando os próprios recordes. Ainda que a Fórmula 1 sempre tenha sido o auge do automobilismo, houve uma época em que os pilotos viam as demais categorias, assim como as grandes provas, sendo um desafio precisando ser superado.

É difícil imaginarmos algum piloto, nos dias de hoje, trocar a carreira estabilizada na Fórmula 1 pela chance de competir nas 24h de Daytona e de Le Mans, ou na Indy 500. Os competidores atuais só enxergam vida fora das categorias que competem, principalmente da Fórmula 1, quando a carreira já está em declínio.

Mas houve um tempo em que as coisas não eram assim e, entre tantos heróis, podemos citar Mark Donohue como um dos mais brilhantes pilotos da história do automobilismo.

Americano, nascido em Haddon Towship, Nova Jersey, começou a correr em 1957. Um expert em acerto do carro, Donohue logo chamou a atenção de um jovem dono de equipe, era Roger Penske.

O sucesso de Mark Donohue foi imediato. Começou correndo com corvettes, mas em pouco tempo chegou a dividir um carro em Le Sarthe com Bruce McLaren, em 1967, quando terminou em quarto lugar. De volta à América, ganhou títulos na TransAm e na CanAm, incluindo a prova de Daytona de 1969, embriã da Rolex 24. Sempre correndo pela equipe Penske.

Donohue e o McLaren da equipe Penske no GP do Canada de 1971
Na estreia na Fórmula 1, Donohue chegou em terceiro com um McLaren inscrito por Roger Penske

A estreia na Fórmula 1 foi em um McLaren inscrito por Roger Penske. No GP do Canadá de 1971, Mark Donohue chegou em terceiro. Apesar de inscrito, ele não correu no GP seguinte, nos Estados Unidos.

O que faltava a um piloto tão completo como Mark Donohue, que fez história em tudo que competiu? Um título de expressão e reconhecimento internacional. Aliás, faltava. Donohue, novamente num Penske-McLaren, venceu as 500 milhas de Indianápolis de 1972. Superando os também lendários A.J Foyt, Al Unser, Cale Yarborough e Mario Andretti, entre tantos outros.

O lendário CanAm Killer, hoje exposto na Alemanha.
O lendário CanAm Killer

A história de Mark Donohue não se resume apenas a títulos, mas também a máquinas incríveis. O Penske-McLaren, os Corvettes e o Chevrolet Camaro da TransAm se adequariam muito bem nessa descrição. Mas Donohue ficou conhecido por outro carro: o CanAm Killer. O lendário Porsche 917 de 1973 desenvolvido pela Penske com o patrocínio da Sunoco.

Para terminar todas as conquistas. Mark Donohue ainda encontrou tempo para competir na Nascar. Venceu uma prova, a primeira do dono de equipe Roger Penske na categoria.

Depois de tudo isso era hora de descansar. Em 1974, Donohue anunciou a aposentadoria. Mas homens como ele não conseguem ficar parados por muito tempo. Atendendo a um chamado de Roger Penske, Donohue voltou à Fórmula 1 no final da temporada. Competiu também em 1975. No meio da temporada ainda arrumou tempo para quebrar o recorde de velocidade do maior oval do mundo, Talladega, ao atingir 410km/h com o CanAm Killer.

A carreira de Mark Donohue acabou de forma trágica no GP da Áustria de 1975, dias após o recorde de velocidade quebrado. O americano, após ter um pneu furado, foi atingido por um poste na cabeça e, a caminho do hospital, sofreu um derrame e não conseguiu se recuperar. Aos 38 anos de idade, Mark Donohue deixou um currículo de vitórias extenso, mas com a impressão que poderia ter sido ainda maior. Ainda construiu, ao lado de Roger Penske, uma das maiores organizações de esportes a motor do mundo.

Equipe Brumos Porsche venceu a Rolex 24 de 2009.
Equipe com David Donohue venceu a Rolex 24 de 2009

Ah sim, antes que eu me esqueça, a partir das 18 horas de hoje a tradicional prova da Rolex 24h irá acontecercom transmissão do Speed Channel, Max Angelleli e a equipe SunTrust sai na pole. Entre os inscritos, está um dos vencedores de 2009, David Donohue, filho de Mark.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s