William Buller comemora a vitória na quarta prova de Interlagos
William Buller conquistou o Fórmula 3 Brazil Open ao superar André Negrão

O Fórmula 3 Brazil Open chegou ao fim. Se podemos elogiar as poucas disputas na pista, não podemos fazer o mesmo com o evento. Como já dissemos, o regulamento complexo e as poucas inscrições prejudicaram o campeonato.

O nível técnico de pilotos e equipes também pode ser questionado. Foi um retrato semelhante ao que acontece durante a temporada regular da Fórmula 3 Sudamericana. A equipe Cesário é a mais forte e geralmente não encontra adversários para a vitória. Isso explica o bom desempenho de André Negrão, que ainda compete de Fórmula Renault na Europa.

Surpreendentemente, em 2009, a equipe Hitech, da Fórmula 3 Inglesa, anunciou que passaria a disputar também o campeonato da América do Sul. Walter Grubmuller, vice-campeão na Inglaterra, veio a Interlagos, no GP do Brasil de Fórmula 1, para começar a acertar o carro. Giedo van der Garde já mostrava o domínio dos ingleses ao ser o mais rápido nos treinos em Curitiba e coube a William Buller a disputa do primeiro título da equipe em terras americanas.

O carro bem acertado da Hitech foi superior durante todo o final de semana, mas a chuva e o talento e a experiência de André Negrão conseguiram equilibrar as coisas. Hoje foi a prova final, com o brasileiro na pole. Negrão aguentou várias voltas de pressão britânica, mas não resistiu  e William Buller sagrou-se o primeiro campeão do Fórmula 3 Brazil Open. André Negrão terminou em segundo seguido por Yann Cunha, Bruno Andrade, Vittorio Ghirelli, Leandro Florenzo (vencedor na B) e Fernando “Kid” Resende.