Bertrand Baguette e o carro da Draco
Bertrand Baguette foi o campeão da World Series by Renault em 2009

A World Series by Renault é uma das principais categorias européias para se chegar à Fórmula 1. Também é conhecida como Fórmula Renault 3.5L, devido às especificações do motor. Pilotos como Fernando Alonso, Robert Kubica, Heikki Kovalainen e Ricardo Zonta já foram campeões da categoria. Agora, o World of Motorsport faz uma retrospectiva resumida da temporada 2009.

Sem os principais pilotos da temporada 2008, como Giedo van der Garde, que foi para a GP2 e Julien Jousse, Robert Wickens e Mikhail Aleshin, que foram para a Fórmula 2, o grid de 2009 começou esvaziado. Mesmo com mais de 20 carros por etapa, apenas 14 pilotos fizeram a temporada completa. Embora 42 tenham largado ao menos uma vez.

O britânico James Walker, que substituiu o campeão Giedo van der Garde na equipe P1, era apontado como um dos favoritos. A dupla da Carlin, vinda da Fórmula 3 Inglesa, formada por Oliver Turvey e Jaime Alguersuari, também era forte candidata ao título. O francês Charles Pic fora o mais rápido na pré-temporada, além de Miguel Molina, que corria por fora no surpreendente carro da USR.

O primeiro dos nove rounds foi no tradicional circuito da Catalunha. Charles Pic foi o pole, mas quem chegou na frente foi Marcos Martínez, surpreendendo a todos. Martínez ainda completou a rodada dupla com outra vitória no domingo, num pódio surpreendente que também teve Sten Pentus e Chris van der Drift. Na rodada seguinte, em Spa, mais um triunfo para Martínez. James Walker se recuperava no campeonato com a primeira vitória.

Com todos os olhos em Martínez, ninguém comentava do belga Bertrand Baguette, que conseguira três segundos lugares nas primeiras quatro etapas. A World Series by Renault chegou ao principado de Mônaco. Na única prova, Martínez abandonou, Baguette foi só o quinto e vitória para Oliver Turvey, que entrou na briga pelo campeonato, mesmo com a punição na Bélgica.

Em Hungaroring, Fairuz Fauzy venceu a primeira prova. Já a segunda etapa teve o resultado mais improvável da temporada: vitória de Pasquale di Sabatino, seguido por Marco Barba e Omar Leal.

Marcos Martínez pilotou o carro de Fórmula 1 da Renault como prêmio
Marcos Martínez pilotou o carro de Fórmula 1 em Silverstone

A Renault F1 oferece ao líder do campeonato, após a metade do campeonato, a possibilidade de guiar o carro da equipe. Marcos Martínez e Bertrand Baguette estavam empatados, mas as três vitórias do espanhol valeram como desempate.

Em Silverstone, no quinto round, Martínez pôde pilotar o Fórmula 1. Inspirado por essa experiência, o espanhol conquistou a vitória na primeira prova e Charles Pic conquistou a segunda. A WS by Renault foi para a França, na sexta rodada. A prova no país da montadora viu o líder do campeonato se consolidar. Bertrand Baguette venceu as duas provas e começou a ser apontado como um dos reais candidatos ao título.

A esperada prova no Algarve foi realizada no ínicio de agosto. Jaime Alguersuari, que já tinha estreado na Fórmula 1, venceu a primeira, enquanto o britânico Jon Lancaster conquistou a segunda. Em seguida vieram as férias de verão. A World Series só voltou às pistas no final de setembro, em Nurburgring. Bertrand Baguette venceu mais uma e conquistou o título com uma rodada de antecipação. Quem também venceu foi Charles Pic.

A última etapa foi realizada em Alcaniz, no novíssimo Motorland Aragón. Bertrand Baguette já era o campeão, isso quer dizer que ele aliviaria afinal não valia mais nada, certo? Errado. O belga ganhou as duas provas, como um incontestável campeão.

Na classificação geral, Baguette terminou com 158 pontos contra Fairuz Fauzy, que somou 98. Depois vieram Charles Pic com 94, Oliver Turvey 93, James Walker 89 e Jaime Alguersuari 88. Marcos Martínez terminou com 73 pontos, sem somar mais nenhum desde Silverstone, quando pilotou o carro de Fórmula 1.

Para 2010, Bertrand Baguette pode assinar com a Sauber, na Fórmula 1, mas deve ser piloto de testes. Assim como Fairuz Fauzy, na Lotus. Charles Pic vai correr de GP2, com a Arden International, e será companheiro de categoria de Oliver Turvey, que assinou com a iSport. James Walker ainda não confirmou se retorna à categoria, mas deve correr em algumas provas da Le Mans Series. Jaime Alguersuari ainda não foi confirmado pela Toro Rosso e a permanência na Fórmula 1 pode estar em risco.