Adios, Atacama

Touareg de Carlos Sainz
Carlos Sainz deu o troco em Nasser Al-Attiyah e venceu a especial de hoje

O Dakar chegou ao décimo dia de competições. As dunas gigantes do Deserto do Atacama são passado, agora, com trechos mais tranquilos, os participantes já começam a pensar seriamente no campeonato. Mesmo que nas motos, nos quadriciclos e nos caminhões o favorito já está claramente identificado.

O chavão “só acaba quando termina” é bem apropriado em se tratando do Dakar, pois até o último momento, uma pedra, um erro de navegação, ou um pneu furado podem tirar um título praticamente certo. Que o digam Stephane Peterhansel e Carlos Sainz. Em 2006, Peterhansel era o favorito, mas um acidente nas últimas etapas deu o título ao fiel escudeiro Luc Alphand. Em 2009, na penúltima especial, Carlos Sainz, líder, capotou e abandonou a competição. Dakar para Giniel de Villiers.

Hoje os competidores enfrentaram 586 km, dos quais 238 km foram cronometrados, entre La Serena e a capital Santiago. Marc Coma foi o vencedor e subiu mais uma posição na soma dos tempo, é o 17º. O líder Cyril Despres chegou em sexto e tem mais de uma hora de vantagem para Pal Ullevalseter(8º na especial de hoje), Francisco Lopez Contardo (5º) e Helder Rodrigues(3º), que estão praticamente empatados. O melhor brasileiro é Rodolpho Mattheis, que terminou na 29ª posição.

Vitória importante para Carlos Sainz nos carros. O espanhol colocou mais um minuto na vantagem para o qatari Nasser Al-Attiyah, quarto colocado hoje. Peterhansel chegou em segundo, seguido por Mark Miller. Os brasileiros terminaram bem. Guilherme Spinelli terminou em oitavo, já Jean Azevedo conquistou a excelente 16ª posição.

Na soma dos tempos, Sainz é o líder, dez minutos à frente de Al-Attiyah. Mark Miller está quase meia hora atrasado. Depois vem Peterhansel e Chicherit, pilotos da BMW. Spinelli continua em oitavo e Robby Gordon é o décimo. Jean Azevedo, se recuperando de dois estágios cheios de problemas e de uma punição de sete horas, já é o 29º.

Marcos Patronelli (2º hoje) é o favorito nos quadricilos. Marcos está 2h24mins à frente do irmão Alejandro (4º). Gonzales Corominas venceu a especial de hoje e é o terceiro na geral. Nos caminhões, nenhuma surpresa. Vitória de Chagin, seguido pelo companheiro Kabirov. Ambos são líderes, mas Chagin tem vantagem de uma hora.

Amanhã, os participantes dão adeus ao Chile e voltam para terras Argentinas. Sem o Deserto do Atacama, a Cordilheira dos Andes é o novo obstáculo. Vão ser 434 km, dos quais 220km cronometrados, entre Santiago e San Juan, já em terras Argentinas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s